20 de set. de 2018

olá olá

oi, tudo bem? ainda não sei bem sobre o que eu vou falar nesse primeiro post, vou escrevendo o que sair da minha cabeça.


bom, essa não é a minha primeira vez começando um blog, desde que eu entrei nesse mundo da blogosfera - em 2010 -, eu não tive taaantos blogs assim, mas todos eles representaram uma fase da minha vida. aqui eu quero compartilhar sobre a minha vida, meus gostos e desgostos como se estivesse falando com um amigo e espero que vocês me vejam como uma amiga, pois quero falar mas quero ouvir tu aí do outro lado da tela também.

eu sempre escrevi. em blogs, em cadernos, na parede - desgurpa, mãe -, e mesmo sendo tudo por distração, foi o que eu sempre gostei de fazer. até o final de 2016 eu tinha um blog, mas depois que eu fiquei com um bloqueio e não consegui mais escrever, acabei perdendo a coragem para vir compartilhar as coisas que eu mais gostava. eu comecei a ficar com medo de simplesmente fazer uma coisa que eu sempre amei fazer. inseguranças, medo, preguiça, crises existências vêm, mas elas tem que ir embora, não é? se a gente deixar de fazer as coisas por medo, não vamos fazer porra nenhuma.


enfim, era pra mim ter dado início neste blog faz algum tempo, mas eu decidi que vou parar de me cobrar tanto por não ter feito as coisas em outro tempo, o que passou, já passou e não dá pra voltar atrás, então só nos resta seguir em frente.

falta uns dois meses para as minhas aulas finalmente acabarem e eu estou num misto de sentimentos entre muito feliz e levemente apavorada, pois eu não posso pegar recuperação em nenhuma matéria para não correr o risco de repetir o ano. eu preciso terminar logo a escola, a minha saúde mental agradece. e também me ver longe de certas pessoas, porque né, a escola é um local lotado de gente ruim.


bom, eu não sei se isso vai dar certo, não sei se vou querer levar isso adiante, mas a gente nunca vai saber se as coisas valem a pena, se aquilo é certo ou não, se a gente não se arriscar. não dá pra viver de “e se...” a vida toda.


eu não sei se vai ter alguém lendo isso aqui algum dia, mas cada tenha, se tu também tá na mesma, FAÇA! se arrisca e experimenta sair da zona de conforto, se não gostar, se achar que não era o que queria, tá tudo bem. só focar em outra coisa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

GNMH - CRÉDITOS ❤